Pular para o conteúdo principal

Lançamento do Módulo 1 do Cursos de Controle de Versão com Mercurial, Git e Subversion

A Pronus acaba de lançar o primeiro módulo dos cursos de Controle de Versão com Mercurial, Git e Subversion na modalidade de Ensino a Distância. Esses módulos são GRÁTIS, mas por tempo limitado.

Esses módulos possuem uma mesma base teórica bastante sólida. As diferenças aparecem na parte prática, com aulas que mostram em detalhes as particularidades de controle de versão nas operações da ferramenta escolhida (Mercurial, Git ou Subversion), usando tanto a execução pela linha de comando quanto uma interface gráfica.

O primeiro módulo é básico, voltado para profissionais e estudantes iniciantes. Nele, você vai aprender definições e conceitos importantes sobre Gerência de Configuração de Software e Controle de Versão. Na parte prática, o aluno aprenderá a instalar, configurar e usar o a ferramenta escolhida (Mercurial, Git ou Subversion) para executar operações básicas de controle de versão que são essenciais para o trabalho individual.

Os próximos módulos continuam a partir daí e tratarão de trabalho em equipe, variações de projeto, controle de mudança e integração contínua.

Veja umas aulas abertas pra ter uma ideia de como é o curso. Temos certeza de que você ficará muito satisfeito e vai se inscrever.

Os links para cada um dos módulos são:

Qual a melhor ferramenta de controle de versão: Subversion, Git ou Mercurial?

As ferramentas mais interessantes atualmente de controle de versão são o Subversion, Git e Mercurial. Se você ainda não escolheu uma, ficará feliz em saber que existe sim uma solução simples e eficaz dependendo do perfil da equipe e das necessidades do projeto. A surpresa está em saber que a melhor opção certamente será o Subversion ou o Mercurial, mas dificilmente o Git. Vamos analisar os porquês neste artigo.

Seja qual for a sua escolha, a Pronus possui o melhor treinamento em Subversion, Git ou Mercurial. São mais de 20 horas de treinamento e mais de 100 exercícios práticos que cobrem operações cotidianas e avançadas de controle de versão no desenvolvimento de software. Veja as aulas abertas e inscreva-se!

Leia mais…

Por que o Facebook escolheu o Mercurial e não o Git?

Nem todo mundo sabe, mas o Facebook usa o Mercurial como controle de versão desde 2013. Antes, usou o Subversion e depois tentou o Git. Mas como o Git não deu conta do volume de código do seu repositório monolítico, resolveram investir no Mercurial e deu muito certo! Desde então, o Facebook é um grande colaborador do Mercurial, contribuindo com inúmeras melhorias ao projeto. Também são grandes colaboradores o Google e o Mozilla (Firefox).

Essa é a versão resumida da história. Mas o que aconteceu exatamente? Quais foram as limitações do Git que fizeram que fosse preterido em relação ao Mercurial? Vamos analisar esses pontos no artigo.

Leia mais…

Vídeo: Revertendo Alterações no Mercurial (11min) - Operações Básicas de Controle de Versão Parte 3

Esse vídeo trata do primeiro dos três tipos de reversão possível no controle de versão: a reversão das operações pendentes no diretório de trabalho. Isso conclui um quarto do curso de controle de versão com Mercurial! Cobrimos até aqui todas as operações cotidianas que você precisa para trabalhar individualmente com o Mercurial!

Próximos capítulos:

  • Trabalho em equipe
  • Variações de projeto
  • Operações avançadas (manipulação de histórico, fluxo de trabalho etc.)

Vídeo: Ignorando Arquivos Desnecessários (11min) - Operações Básicas de Controle de Versão com Mercurial Parte 2

Nem todos os arquivos presentes no diretório de trabalho devem ser rastreados pelo controle de versão. Assista ao vídeo para saber quais são esses tipos de arquivos, porque não devem ser versionados e como filtrá-los pelo controle de versão.

Operações Básicas de Controle de Versão com Mercurial - Parte 1 (13min)

Este é o quinto na série de vídeos sobre Gerência de Configuração de Software, Controle de Versão e Mercurial:

  1. O que é Gerência de Configuração de Software?
  2. Para que serve o controle de versão?
  3. Como funciona o controle de versão?
  4. Instalação e configuração do Mercurial
  5. Operações Básicas de Controle de Versão com o Mercurial - Parte 1 (este vídeo)

Essa aula tem 13 minutos de duração e apresenta as operações de criação de repositório, adição, remoção, cópia e renomeação de arquivos, e a consolidação. As operações são apresentadas através de dois exemplos que são executados igualmente pelo terminal, usando a linha de comando, e pela interface gráfica com o TortoiseHg.

Assista aos vídeos e comece a usar o Mercurial ainda hoje em seus projetos!

Vídeo: Instalação e Configuração do Mercurial (5min)